top of page

Mais evidências sobre o valor da neuromodulação do Pré-cuneo em Alzheimer

Atualizado: 6 de abr. de 2023

Ritmos gama ao EEG, definidos usualmente na faixa de 25 a 100Hz, refletem processamento de alto nível, como o que envolve as funções de linguagem, atenção e memória.


Em pacientes com Alzheimer, a progressão neuropatológica nos acúmulos de beta-amilóide e proteína Tau é acompanhada de redução de oscilações gama (Mably 2018) e estudos com animais demonstraram que a indução de ritmos gama por tACs, possivelmente por efeitos na microglia combinada a indução de plasticidade Hebbiana ("what fires together wires together"), reduzem a carga neuropatológica e também melhoram a cognição.


Este pequeno trabalho de Alberto Benussi demonstrou que uma única sessão de tACs a 40Hz aplicada em pré-cúneo (com eletrodos em Pz e sobre o deltóide à direita), na intensidade de 3mA (pico-a-pico) por 1 hora foi suficiente para se observar melhora em testes de memória episódica em 20 pacientes com Alzheimer, além de melhora em marcador neurofisiológico de função colinérgica, o teste SAI (short-latency afferent inhibition).


tACs a 40Hz sobre Pz por 1 hora na modulação do Pré-cúneo


Embora este seja um estudo pequeno que procurou apenas demonstrar um princípio, a segurança e facilidade de aplicação deste protocolo, além dos seus resultados, reforçam a evidência de que estratégias de neuromodulação dirigidas a esse alvo possam seu úteis para o tratamento, como revelou outro estudo aqui noticiado, esse já mais próximo do uso clínico, que demonstrou eficácia da TMS em pré-cuneo para deter a progressão da doença entre 50 pacientes com Alzheimer.


Em nosso canal do Youtube também já comentamos outro trabalho desse mesmo autor, Benussi, mostrando como fazer o teste de função colinérgica, SAI (short-latency afferent inhibiton), útil para o diagnóstico de Alzheimer, usando o Neuro-MEP.NET.





 

Referências:


1. Benussi A, Cantoni V, Cotelli MS, Cotelli M, Brattini C, Datta A, Thomas C, Santarnecchi E, Pascual-Leone A, Borroni B. Exposure to gamma tACS in Alzheimer's disease: A randomized, double-blind, sham-controlled, crossover, pilot study. Brain Stimul. 2021 May-Jun;14(3):531-540. doi: 10.1016/j.brs.2021.03.007. Epub 2021 Mar 21. PMID: 33762220.


2. Mably AJ, Colgin LL. Gamma oscillations in cognitive disorders. Curr Opin Neurobiol. 2018 Oct;52:182-187. doi: 10.1016/j.conb.2018.07.009. Epub 2018 Aug 16. PMID: 30121451; PMCID: PMC6139067.


270 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page